Ambiente Corporativo, Consultoria, Controle, Financeiro, Geral

FREE CASH FLOW TO EQUITY – FCFE

FCFE

Anteriormente discutimos o Fluxo de Caixa Livre para a Firma (FCFF). Na dica de hoje, vamos elaborar o assunto do Fluxo de Caixa Livre para os Acionistas (FCFE). O FCFF considera o fluxo de caixa para todos os credores da empresa (terceiros e acionistas), já o FCFE considera o fluxo de caixa que sobrou para os acionistas, depois dos pagamentos da(s) dívida(s) de terceiros (Bancos) e novas captações de empréstimos. Outra maneira em pensar no FCFE é no valor que a empresa pode considerar para distribuição de dividendos.

Há duas maneiras para calcular o FCFE. Uma delas é começar com a linha final do DRE (Lucro Líquido) e fazer as adaptações. A outra é começar com o NOPAT e fazer os ajustes necessários até obter o FCFE.

Vamos começar com o NOPAT e fazer alguns ajustes. Vamos relembrar a fórmula do FCFF:

FCFF = NOPAT + D – C (+/-) Δ CAG

O FCFE é obtido dessa forma:

FCFE = FCFF – P + N

Portanto,

FCFE = NOPAT + D – C (+/-) Δ CAG  – P + N, onde:

D = Depreciação

C = Investimentos (CAPEX)

Δ CAG = Variação de Capital de Giro

P = Pagamentos de dívidas bancárias

N = Novas captações de empréstimos

  • Depreciação – É necessário somar a depreciação de volta ao NOPAT, pois a depreciação é uma despesa sem desembolso de caixa.
  • Investimentos – Envolvem saídas de caixa que não aparecem no DRE. Portanto, não fazem parte do NOPAT e precisam ser tratados separadamente.
  • Variação de Capital de Giro – As variações nas contas patrimoniais que afetam o Capital de Giro e por consequência o fluxo de caixa, precisam ser somadas ou subtraídas ao FCFF conforme o caso.
  • Pagamentos de dívidas bancárias – Devido ao fato que só vai sobrar para acionistas o que restou após o pagamento da(s) dívida(s), é necessário abater esse valor do NOPAT para obter o FCFE.
  • Novas captações de empréstimos – Da mesma maneira, as novas captações precisam ser somadas ao FCFE.

A empresa XYZ

Para facilitar, vamos ao exemplo da nossa empresa XYZ:

FCFE XYZ

A empresa obteve um FCFE positivo de 790,00. Com isso, ela poderá considerar distribuição de dividendos, recompra das ações dela no mercado (no caso de uma empresa de capital aberto) etc. Os 34% representam os impostos médios, que totalizam 510,00.

Nos modelos de Valuation, o FCFE futuro mede o que os acionistas vão receber durante o período considerado (normalmente durante 5 anos). O valor do EQUITY (e não da empresa como um todo) é obtido calculando-se o Valor Presente Líquido do FCFE descontado pelo custo do capital próprio. Um erro recorrente na avaliação de empresas é descontar o FCFE pelo WACC. O WACC é uma média ponderada do custo de capital próprio e de terceiros, e o FCFE já é liquido dos pagamentos sobre a dívida dos bancos. Portanto, descontar o FCFE pelo WACC seria um erro que pode levar a um resultado bem diferente do que o valor presente do EQUITY.

A Priority Partners é especialista em Valuation e desenvolvimento de modelos para controlar o fluxo de caixa de sua empresa. Conte com a gente!

Boa semana e fica a dica!

Equipe Priority Partners.

www.p1p.com.br

Author


Avatar